quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Posturologia: princípios datam do século 5 a.C.



Pierre-Marie Gagey é um dos precursores da Posturologia na França. 

Mas, segundo ele, esse conhecimento do sistema postural é bem mais antigo do que imaginamos. "Isso vem desde Aristóteles, no século 5 a.C. Ele já tinha definido o sistema postural e chamava como nós chamamos, o sistema de ficar em pé. Aristóteles compreendeu que o sistema postural de apoio regulava o tônus muscular em função do nível de vigília. Isso é incrível, foi em 5 a.C. Depois, no 2 século d.C. Galien, um médico romano, mostrava que o tônus é a contração muscular que mantém as peças esqueléticas em suas posições, sem que haja movimento", conta.

De lá para cá o conhecimento cresceu. "Digo que a compreensão sobre isso evoluiu, esse é o ponto central. Isso começou com Descartes, antes dele a gente não aceitava a ideia de que o corpo do homem poderia ser compreendido. Com o Tratado sobre o Homem ele escreveu a primeira linha que considerou o homem uma máquina.

Foi uma evolução", aponta Pierre-Marie.

Na visão dele, toda pessoa que sofre com dores crônicas - desde que não sejam geradas por traumas ou doenças como o câncer - deveria procurar um posturologista. "Operar alguém nos dias de hoje por dor é inaceitável, é deixar cicatrizes para uma suprimir uma dor sem a certeza de que isso vai acontecer, e quem diz isso não sou eu, mas meu sobrinho que é chefe de um grande serviço de ortopedia em Paris".

Para Pierre-Marie Gagey, o conhecimento da Posturologia está começando a ser disseminado de forma mais rápida atualmente, o que é importante para aliviar a dor de quem sofre sem encontrar alternativas. "As pessoas precisam conhecer a Posturologia, é preciso divugá-la, é algo que está se estendendo em velocidade", afirma.
Gagey esteve em Londrina em fevereiro e foi um dos palestrantes da XXI Jornada Internacional de Posturologia Clínica e do I Congresso Latino-Americano de Posturologia. O evento foi realizado pela Associação Internacional de Posturologia (API) e Instituto Salgado de Saúde Integral.







Tivemos a honra de ouvi-lo pessoalmente, compartilhando com muita humildade e verdadeiro amor seu conhecimento inestimável. Só podemo dizer: - Muito Obrigado!






Texto retirado da Página do Instituto Salgado de Saúde Integral


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=655394837841445&set=a.400527043328227.84715.317615291619403&type=1&theater

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Evolução Espontânea

    Estamos passando constantemente por problemas no mundo e em nosso organismo. Todos os dias ouvimos notícias de problemas e mais problemas ocorrendo no mundo todo, como mortes, guerras, disputas políticas, fome, pobreza, entre outras. Encontrei um texto interessante escrito por Bruce Lipton, em seu livro intitulado Evolução Espontânea, que resolvi descrever a vocês:
“Se parece difícil imaginar que podemos sair da crise e ter um mundo melhor e mais pacífico, vejamos a história de outro mundo em fase de mudanças. Imagine que você é uma célula entre milhões de outras que compõem o corpo de uma lagarta em desenvolvimento. A estrutura ao seu redor funciona perfeitamente, como um relógio suíço, e, em seu mundo de lagarta, tudo transcorre como previsto. Mas, um dia, este mundo começa a sacudir como se estivesse em um grande terremoto. O sistema todo parece entrar em colapso. Células começam a se suicidar. A sensação é de morte e de destruição. Porém, no meio da população que esta morrendo, um novo tipo de células começa a surgir: as células imaginais(células ávidas por mudanças, cujas mentes ativam a imaginação para materializar uma nova realidade). Elas se reúnem e de senvolvem um plano de criação de uma estrutura nova a partir do que restou da estrutura anterior. Então, das ruínas surge uma grande máquina voadora, uma borboleta, que permite às células sobreviventes escapar das cinzas e conhecer um mundo maravilhoso, muito além da imaginação. E o mais interessante da história: a lagarta e a borboleta têm exatamente o mesmo DNA. São o mesmo organismo, porém recebem e respondem a sinais diferentes de organização.”
           Sendo assim, por mais que o mundo tenha problemas, sejamos aquela célula que vislumbra mudanças positivas, que quem sabe possamos unir a outras células e formar um órgão, que este órgão possa se tornar um sistema, e quem sabe no final possamos ser o corpo inteiro em mudança, trazendo paz, amor e alegria para o mundo todo. Eu sei que é uma utopia, mas por que não começar conosco mesmos.

            Se a lagarta e a borboleta tem o mesmo DNA e parecem estruturas tão diferentes, por que não podemos nos tornar pessoas diferentes, melhores. Já ouvi muitas pessoas dizendo que é difícil mudar, ou que não vão conseguir mudar, mas se uma lagarta pode, por que nós não podemos. Mas claro que não é de um dia para o outro que a transformação ocorre, mas tem de ser feita de dentro para fora, célula por célula do nosso organismo. Depende de nós nos tornarmos uma linda borboleta e voarmos livres e felizes, buscando nossos sonhos e concluindo metas.

            E quem sabe, mudando nós, as outras pessoas ao nosso redor, comecem a perceber que mudar é bom, e acabamos nos tornando um órgão que funciona em harmonia e sintonia. Mas não podemos querer que os outros mudem, sem antes nós estarmos preparados para a mudança.

            Lipton ainda relata que nosso organismo também pode se expressar de diferentes maneiras, dependendo das informações do meio que atinge nossas células. E ainda com o final do Projeto Genoma, descobriu-se que expressamos menos de 2% das informações de nosso DNA. Então, imaginem a potencialidade de informações que há dentro de nós, que só depende de nós explorarmos. E como cita Augusto Cury, médico psiquiatra e escritor brasileiro, devemos nos tornar protagonistas de nossas próprias vidas.


Autor do texto:
Dr. Ivan Bonaldo
Crefito 8/99696-F
Fisioterapeuta especialista em Microfisioterapia

quarta-feira, 27 de março de 2013

Matéria sobra Posturologia - Rev. Pró-Saúde


Novidade fresquinha, nossa matéria que saiu na Revista Pró-Saúde março-2013, abaixo segue o texto sem a formatação da revista para ficar mais fácil de ler.




Posturologia: Conheça essa nova Técnica e veja quais os benefícios que ela pode te trazer


Como anda a sua postura? E a de seus filhos?
Ouço muitas vezes durante o dia pessoas com queixa de que estão com má postura e que acreditam que suas dores  crônicas são reflexos de erros na sua postura, porém o que essas pessoas fazem para corrigir isso? Endireitam a coluna da maneira que acreditam ser correta por alguns minutos, porém logo que sua atenção é atraída para outras coisas sua postura volta a ser deixada de lado, e é justamente esse o problema, nossa postura vai além do nosso controle voluntário, é claro que podemos até manter uma boa postura de maneira consciente por algum tempo, porém não podemos passar todo o tempo do nosso dia vigiando ela.

Outra coisa que acontece, e percebo bem isso em alguns alunos durante as aulas de Pilates é que essas pessoas tem um programa postural tão alterado e provavelmente a bastante tempo que quando ela estão desalinhadas e peço para que arrumem essa postura elas geralmente se entortam mais ainda, pois seus cérebros já gravaram de tal forma o errado que isso passou a ser considerado certo de maneira inconsciente.

Ai é que surge a Posturologia Neurosensorial, uma técnica francesa, com aproximadamente 27 anos de existência que busca reprogramar nosso sistema automático de postura.
Em nosso cérebro temos uma parte funcional denominada sistema postural fino, esse sistema usa as informações vindas dos pés, da articulação da boca, dos músculos motores dos nossos olhos e de nosso ouvido interno(labirinto) e ao comparar constantemente essas informações, nos posiciona no espaço, e organiza nossa postura contra a força da gravidade que tenta nos achatar constantemente.

Por variados motivos, e na maioria das vezes, pela soma de muitos motivos, esse programa se encontra alterado  e o resultado aparece como aumento de tensão em certas regiões do corpo, desgaste, desalinhamento articular e dorres crônicas. Em geral são dores sobre as quais não se obtem bom resultados com os mais diversos tratamentos.

Uma sessão de Posturologia Neurosensorial consiste em uma criteriosa anamnese sobre os sintomas, histórico e as queixas do paciente, a seguir são feitos alguns testes clínicos dinâmicos, para avaliar a ponto onde hajam restrições no movimento, logo após o terapêuta irá avaliar fazer uma avaliação manual e aplicar tecnicas de  Estimulações Neurosensoriais, com o objetivo de resgatar a mobilidade e a funcionalidade das vias periféricas e apagar essas informações erradas gravadas nos músculos e nervos. Por fim alguns elementos serão testados em contato com a sola dos pés, esses elementos enviam informações através de receptores sensoriais da pele do pé, ao cérebro, alterando as informações que chegam ao sistema postural fino, e com isso mudando a programação postural que ele emite.

Esses elementos são compostos de resina e posicionados sob os pés conforme a avaliação da necessidade de cada paciente, as vezes sendo de diferentes espessuras e localização em cada pé do mesmo paciente. Os elementos são então colados em palmilhas, ditas Palmilhas Posturais, que o paciente usára em seus calçados diariamente, para que ocorra a memorização dessas novas informações pelo sistema postural.

O tempo de reavaliação entre cada sessão de Posturologia Neurosensorial é em torno de 2 meses, podendo variar de 1 a 3 meses de acordo com o critérios do terapeuta. Algumas pessoas usam por um determinado período e depois disso não precisam continuar usando, já outras necessitam usar as Palmilhas pelo restante da vida.

Os sinais mais facilmente relacionados aos distúrbios posturais são:
- Os desalinhamentos corporais;
- Excesso de tensão muscular em determinadas regiões;
- Tendinites;
- Dores e desvios na coluna;
- Desgaste ósseos, sempre de forma crônica e que não reage bem aos tratamentos convencionais, ou que sempre recidiva;
- Zonas de calosidade excessiva em certos pontos dos pés são evidência de descarga de peso de forma inadequada;
- De forma menos evidente, mas fortemente correlacionado, estão sintomas como bruxismo, zumbidos, pseudo vertigens, dores de cabeça, falta de habilidade e descoordenação corporal, entre outros;
- As consequências mais claras são as hipercifoses, hiperlordoses, escolioses, e dores na coluna;
- Artroses na coluna, em quadris, joelhos e pés;
- Tendinites, bursites, fasceítes e dores musculares tensionais;
- Joanetes, hipercalosidades;
- Dores de cabeça de origem tensionais, bruxismos, zumbidos.

terça-feira, 12 de março de 2013

Novidades! Pilates Suspenso!


Com o objetivo de melhorar o atendimento e facilitar cada vez mais a reabilitação de cada pessoa, chegou à clínica Ativa Terapias o Pilates Suspenso, permitindo uma grande diversidade de exercícios, trabalhando com uma grande quantia de músculos do corpo, facilitando o trabalho de equilíbrio corporal através do fortalecimento e alongamento global do corpo.

Neste sistema de treinamento, alguns exercícios, se assemelham ao original sistema criado por Joseph Pilates, que utiliza o peso corporal como sobrecarga buscando o equilíbrio, flexibilidade, força isométrica e a propriocepção.
O Pilates Suspenso ou TRX (Total Body Resistance Exercice) como é chamado pelo criador da técnica Hendy Hetrick, oficial da Marinha norte americana, recentemente foi adotado pelos estúdios de Pilates para tornar o treinamento físico e a reabilitação ainda mais eficaz e envolvente. Os exercícios do método foram adequados ao método em suspensão surgindo assim uma nova modalidade.


O Pilates Suspenso surgiu nos anos 90 com o exigente programa de treinamento do SEALS (Forças Especiais da Marinha dos Estados Unidos da America) para que seus soldados pudessem treinar em qualquer lugar (principalmente dentro dos submarinos por onde permaneciam por muito tempo), com um único aparelho que permitisse um grande número de exercícios e progressão do próprio treino.

Adaptado e seguro para as fases de reabilitação, é indicado no pilates e para qualquer nível de condicionamento físico incluindo atletas de alta performance. O sistema de faixas é fixo à parede e possibilita a execução de mais de 200 exercícios em suspensão, resistência, força, alongamento e tração.

Para um treinamento equilibrado e seguro no Pilates Suspenso, são acrescentados exercícios para melhorar o alinhamento da pelve, ombros, escápulas e cervical, e evitar lesões nestas regiões.
A técnica da respiração é também um elemento importante para a dinâmica dos movimentos, além de prevenir alterações na pressão sanguínea. O programa de treinamento é específico para cada aluno, respeitando suas limitações e o tempo de aprendizagem.


Agende sua aula experimental!
Com a Fisioterrapeuta  Dra Simone Barp

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Programa Bem Estar aborda a avaliação da pisada



 O programa Bem Estar da rede Globo abordou, no dia 29 de janeiro,  a importância da avaliação da pisada na prevenção de lesões articulares e musculares, tanto no dia-a-dia, quanto nas práticas esportivas.


No início do vídeo temos um amigo e ex-professor, Dr Daniel Ribeiro, apresentando a Baropodometria, exame disponível em nossa clínica, capaz de avaliar a descarga de peso nos pés durante as pisadas, vale a pena ver:


Segue os links:

http://g1.globo.com/bem-estar/videos/t/edicoes/v/exames-mostram-o-alinhamento-dos-pes/2373407/

http://g1.globo.com/bem-estar/videos/t/edicoes/v/palmilhas-podem-corrigir-as-deformidades-dos-pes/2373458/

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Jornada de Posturologia Clínica em Paris

              Estivemos ausentes nos últimos dias, pois estavamos em Paris, no Congresso de Posturologia Clínica, onde pudemos conhecer pessoalmente os principais pesquisadores e professores da área, entre eles, com muita honra conhecemos Bernard Weber (foto, terceiro da direita para a esquerda) e Bernard Gagey, os pais da posturologia.
              Durante o congresso foram apresentados resultados de pesquisas recentes relacionadas a posturologia, os modos de funcionamento do sistema postural, e seus distúrbios. Com certeza foi muito produtivo.


Da esquerda para a direita: Dr Ivan Bonaldo, Dra Denize Penteado, Dr Bernard Weber ( um dos pais da posturologia), Dr Afonso Salgado (da Escola de Terapia Manual, que traz o curso de Posturologia ao Brasil), Dr Phillipe Villeneuve (Presidente da associação Internacional de Posturologia), Dr Cristian e Dra Francine, e Dr Wilson Przysiezny (da Podaly, professor de Posturologia no Brasil).





Boa semana a todos!